domingo, 27 de julho de 2014

Parábolas do Reino-17° Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Parábolas do Reino

17° Domingo do Tempo Comum

Evangelho de Mt 13, 44-52 ou abrev. 13, 44-46
44. O Reino dos céus é também semelhante a um tesouro escondido num campo. Um homem o encontra, mas o esconde de novo. E, cheio de alegria, vai, vende tudo o que tem para comprar aquele campo.
45. O Reino dos céus é ainda semelhante a um negociante que procura pérolas preciosas.
46. Encontrando uma de grande valor, vai, vende tudo o que possui e a compra.
47. O Reino dos céus é semelhante ainda a uma rede que, jogada ao mar, recolhe peixes de toda espécie.
48. Quando está repleta, os pescadores puxam-na para a praia, sentam-se e separam nos cestos o que é bom e jogam fora o que não presta.
49. Assim será no fim do mundo: os anjos virão separar os maus do meio dos justos
50. e os arrojarão na fornalha, onde haverá choro e ranger de dentes.
51. Compreendestes tudo isto? Sim, Senhor, responderam eles.
52. Por isso, todo escriba instruído nas coisas do Reino dos céus é comparado a um pai de família que tira de seu tesouro coisas novas e velhas.
Reflexão

Quando descobrimos a alegria do seguimento de Jesus Cristo, redescobrimos a riqueza do terreno (terreno ou tesouro?) de nosso coração. Este tesouro é a própria presença de Cristo, "O Tesouro", pois quando nós o descobrimos verdadeiramente tudo passa a ter um novo sentido na nossa vida. A rede está lançada no oceano do nosso coração, agora precisamos fazer uma seleção radical para tirar tudo aquilo que não presta, e deixar somente aquilo que nos faz crescer. Olhemos com carinho para Aquela que trouxe o verdadeiro tesouro ao mundo, Ela nos dará força para continuarmos a lutar por este tesouro que a cada um de nós é dado: a oportunidade de encontrá-lo e guardá-lo em nossos corações. [a]  

Oração

Senhor Jesus, já percebi que longe de vós não encontro felicidade. Por isso, venho a vós, pronto a tudo fazer para estar sempre convosco. Iluminai meu coração para que descubra sempre mais o valor da vida nova que me ofereceis, e não deixe esse tesouro à procura de enganos e ilusões. No passado já me deixei enganar por falsos tesouros e pérolas de vidro. Perdoai meus erros, e dai-me coragem para continuar cavando e procurando, até que encontre a paz que me ofereceis. Quero pedir por todos que estão satisfeitos e contentes com nossa mediocridade. Pertubai, Senhor, nossa tranquilidade, dai-nos fome e sede de justiça e de amor. E depois saciai nossa sede e nossa fome com os tesouros de vossa misericórdia. Amém. [b]

Fonte: Revista O Mílite (julho/2014) [a]
Revista de Aparecida (julho/2014) [b]



Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé

Postagens Recentes

Pesquisar neste blog e na web

Carregando...